skip to Main Content
Por Emmy & Pauline Dala Senta contato@hartn.me

Borracha Elétrica Derwent — vale a pena investir?

Antes de usar a borracha elétrica, também conhecida como caneta borracha, pela primeira vez, eu não pensei que fosse algo tão necessário para se ter entre os materiais de desenho. No entanto, eu e a Pauline recebemos da Derwent Brasil uma para cada uma de nós, e já as utilizamos há um ano. Por isso, acredito já ser possível trazer em um artigo todas as minhas impressões sobre este material que sempre achei tão sofisticado.

Principais características

A borracha elétrica consiste em um dispositivo mais ou menos no formato de uma caneta, mas com um corpo largo o suficiente para comportar as duas baterias AAA. A borracha em si é fixada na ponta por um elemento metálico e sua utilização / substituição é feita de forma semelhante a uma lapiseira: conforme a borracha vai acabando, você retira a parte metálica e puxa ela para o tamanho ideal novamente.

Borracha elétrica com a ponta desmontada e as borrachas sobressalentes.

As borrachas possuem diâmetro de aproximada 5mm e 25 mm de comprimento. Uma delas já vem inserida, pronta para uso, e acompanham 8 adicionais para reposição. Já posso adiantar que elas rendem muito. Desde que começamos a utilizar as nossas, no final do ano passado, não substituí a minha nenhuma vez, e a Pauline substitui a dela há pouco tempo.

A mesma coisa acontece com as pilhas: ainda são as mesmas duas iniciais, mesmo utilizando a borracha em praticamente todos os desenhos.

A borracha elétrica utiliza duas baterias AAA.

Testes e comparações

Como cada material é um investimento, é bom sempre avaliar os benefícios de cada material e assim ter certeza de que estará comprando algo útil para sua evolução artística. Por isso, decidi apresentar alguns testes aqui, comparando a borracha elétrica a outra borracha muito utilizada por desenhistas – a Mono Zero da Tombow 2.5mm, também chamada de lapiseira borracha — e também com a borracha tradicional da Derwent.

Borracha elétrica Derwent x Lapiseira borracha 2.5mm Mono Zero x Borracha comum Derwent

Vamos lá?

Borracha elétrica X Lapiseira borracha 2.5mm x Borracha comum

Primeiro, vamos ver a diferença destes três tipos de borracha no grafite:

Áreas de pinturas em três graduações diferentes de grafite, e traços (as estrelinhas ao lado), que serão apagados para testar as 3 borrachas.
Apagando as 3 graduações de grafite utilizando a mesma pressão (aproximadamente). Clique para ampliar.

Agora, vamos tentar apagar diferentes tipos de lápis de cor. Todos os três utilizados abaixo são de diferentes linhas da Derwent. O Artists é um lápis de mina um pouco mais dura, e melhor para traços (já temos um comparativo dele com outras mascas de lápis de cor permanente por aqui); o Coloursoft possui mina extremamente macia e pigmentada; já o Procolour pode-se dizer que é um meio termo entre ambos, e também já tem resenha completa aqui no Hartn.

Algumas cores escolhidas para o teste, de diferentes linhas de lápis de cor Derwent.

Assim como no teste com os grafites, foram feitas tentativas para apagar com pressão média a forte todos os traços e preenchimentos. E da mesma forma que aconteceu no grafite, a primeira borracha do teste, que é a protagonista deste artigo, se saiu melhor que as demais opções. Na verdade, reunindo duas características importantes de cada uma das outras: eficiência para apagar com precisão.

Apagando as 3 amostras de lápis de cor utilizando a mesma pressão (aproximadamente). Clique para ampliar.

Importante comentar sobre a imagem acima que o Coloursoft é um lápis de cor realmente muito pigmentado. Além disso, as outras duas amostras também foram feitas com considerável pressão. O que nos deixa uma outra aprendizagem muito valiosa: sempre trabalhar em camadas, com pressão moderada, e aplicar a pressão máxima nos lápis de cor apenas quando tiver certeza absoluta do que está fazendo – ou será muito difícil (talvez impossível) de voltar atrás.

Conclusões

A partir destes testes, e também de todos os trabalhos que já completei utilizando a borracha elétrica Derwent, posso afirmar que ela facilita muito o trabalho de apagar. Por ser uma borracha macia, ela não machuca o papel, podendo ser utilizada, tranquilamente, em todas as áreas e etapas da pintura. Só é possível que uma borracha tão macia apague tão eficientemente pelo fato de ela girar em seu próprio eixo, friccionando a mesma área inúmeras vezes. Caso ela fosse uma borracha comum, sem a rotação automática, seria extremamente difícil chegar ao mesmo resultado, visto que você teria que movimentá-la manualmente pela área desejada e não seria possível restringir tão bem a área de aplicação.

Deixarei aqui um vídeo no qual, aos 4 minutos, eu utilizo a borracha elétrica para abrir uma área muito pequena:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Emmy Dala Senta (@emmydalas) em

Essa precisão é o que a torna uma material tão prático e econômico: é possível utilizar somente, e exatamente, na área desejada, sem a necessidade de retoques por “escorregar a mão” (muito fácil de acontecer ao utilizarmos borrachas comuns); e sem a necessidade de forçar para que ela apague melhor ou mais rápido.

Onde comprar

Deixamos aqui, como de costume, links das nossas lojas parceiras para você adquirir a sua borracha elétrica Derwent, e também poder desenhar (e apagar) sem sofrer:


Então, gostou do artigo? Deixe abaixo seus comentários, dúvidas e sugestões, e ficaremos muito felizes em responder. Lembre-se de seguir o Hartn no Instagram.

Até breve, 🦉

Related Posts
Filter by
Post Page
Drawing tips Reviews
Sort by

3 Materiais de desenho extremamente úteis que poucas pessoas conhecem

Quem me acompanha desde a época que o blog era dentro do meu site (emmyds.com), já deve ter lido em algum lugar que eu fiz mais de uma dezena de c

999

Derwent Metallic — lápis de cor metálicos e aquareláveis

Voltamos, pessoal! Emmy aqui para o primeiro post do ano. Desde nossa última resenha, sobre a linha

998

5 Aprendizagens valiosas para quem desenha

Bem-vindos ao post de estréia da categoria Utilidade pública (dicas)! Nessa categoria, vou compartilhar com vocês algumas das minha ex

997

Lápis de cor permanente (Faber Castell x Derwent x Prismacolor)

Quem me acompanha pelas redes sociais, principalmente pelo

996

Derwent — Lápis de cor Drawing 24

Nesta primeira resenha de materiais artísticos no blog, vamos falar sobre o Drawing, a paleta de cores da natureza da Derwent. Este post foi

995

Emmy Dala Senta

Ilustradora ✨ que deveria estar vivendo na Terra Média 🦉

Subscribe
Notificar-me de
guest
0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments
-
Back To Top
×Close search
Search
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x