skip to Main Content
Por Emmy & Pauline Dala Senta contato@hartn.me

Derwent Metallic — lápis de cor metálicos e aquareláveis

Voltamos, pessoal! Emmy aqui para o primeiro post do ano. Desde nossa última resenha, sobre a linha Graphitint da Derwent, fechamos uma parceria incrível com a marca. Recebemos muita coisa legal, conforme mostramos nesse vídeo no nosso IGTV. Agora, vamos — finalmente — começar a publicar todas as resenhas dos materiais que estamos utilizando (e amando!) desde então. Esta é a vez dos Derwent Metallic.

Com minas macias de 3.8 mm, os lápis de cor Metallic têm como proposta o pigmento metálico somados à versatilidade dos lápis aquareláveis. Veremos, em nossos testes a seguir, os prós e contras desta combinação. 

Importante dizer que pesquisando para esta resenha, encontrei no site oficial da Derwent UK outra versão da linha Metallic — os Metallic permanentes. Eles ainda não estão disponíveis no Brasil, mas podemos ter uma ideia das diferenças entre eles e os aquareláveis neste ótimo artigo comparando as duas versões do Derwent Metallic no The Art Gear Guide (em inglês).

Versatilidade das cores

Recebemos o conjunto com 12 cores, que é o número máximo da tabela oficial. Apenas no site do Reino Unido encontramos uma paleta comemorativa de aniversário com 20 cores.

As cores variam dos principais metais  — ouro, prata, cobre, estanho, ouro antigo e bronze — às mais vibrantes de diferentes matizes — vermelho, rosa, azul, verde, violeta e amarelo. Como veremos a seguir, na tabela de cores, algumas dessas não funcionam tão bem como cores metálicas, mas possuem um brilho discreto que pode ser útil em determinadas propostas.

Cores Prata (80), Ouro (82) e Ouro Antigo (83) sobre papel preto. Clique para ampliar e ver os reflexos.
Cores Prata (80), Ouro (82) e Ouro Antigo (83) sobre papel branco e preto. Clique para ampliar.

Aplicação em papel branco vs preto

Na nossa tabela, é possível visualizar a aplicação em papel preto e papel branco, em técnica seca e aguada. Os reflexos metálicos ficam muito mais visíveis nos traços sobre papel preto. Em contrapartida, a aguada sobre o preto deixa os pigmentos extremamente sutis.

Também podemos notar que as cores mais vibrantes, que se distanciam de metais reais, apresentam muito menos reflexos metálicos que o prata e o ouro, por exemplo. 

Todas as aplicações de cores: sobre papel branco e preto, a seco e com aguada. Clique para ampliar.
Exemplo de cores “pouco metálicas”: possuem um brilho sutil muito bonito, principalmente sobre fundo escuro. Clique para ampliar.

Pigmento metálico X mina aquarelável

O que notei nos diversos testes, é que os pigmentos são ótimos e como lápis aquareláveis funcionam muito bem, se dissolvendo completamente com água. Porém, quando diluídos em água, os reflexos metálicos basicamente desaparecem

Traços parcialmente dissolvidos com água, nas cores: Prata (80), Ouro (82) e Ouro Antigo (83).

A possibilidade de aquarelar torna os Metallic uma ferramenta muito versátil, permitindo a aplicação de metalizados e também de altas coberturas (seja utilizando aguada, ou não) com um mesmo material. Porém, não é possível ter uma aguada metalizada. Então fica a dúvida de até onde é um benefício ter a mina solúvel, ou se seria mais interessante uma mina permanente que imprimisse reflexos metálicos efetivos em todas as cores.

Resistência à luz e tabela para download

Como de costume aqui no blog, levamos em consideração este importante item que vai dizer se a sua pintura vai durar tempo o suficiente nas condições ideais. Aqui está uma tabela, já preenchida com os níveis de resistência à luz, nome e número de referência das 12 cores Metallic — basta fazer o download, imprimir e preencher com as cores que você tem:

Uma dica: se você tem impressora a laser, como nós, é um pouco complicado pintar por cima das áreas pretas (a tinta laser solta do papel ao deslizar do lápis). Utilize estes espaços como referências mas cole retângulos de papel preto para cada espaço que for pintar. Dá um pouco de trabalho, mas compensa - a tabela de cores irá poupar muito tempo na escolha de cores durante as pinturas!

Avaliação final — Derwent Metallic:

  • Máximo de cores: 12 cores
  • Aquarelável: Sim
  • Mina: macia/3.8mm
  • Resistência à luz: ótima, com exceção do violeta (3) e do rosa (2)
  • Rendimento:
  • Reposição avulsa: Sim
  • Opinião da Emmy: Gostei muito de algumas cores; as mais vibrantes provavelmente não usarei! Quero muito poder testar o Metallic permanente.

Onde Comprar?

Conforme o costume, deixamos aqui links de lojas parceiras para este maravilhoso material:

Related Posts
Filter by
Post Page
Reviews
Sort by

Derwent — Lápis de cor Drawing 24

Nesta primeira resenha de materiais artísticos no blog, vamos falar sobre o Drawing, a paleta de cores da natureza da Derwent. Este post foi

999

Lápis de cor permanente (Faber Castell x Derwent x Prismacolor)

Quem me acompanha pelas redes sociais, principalmente pelo

998

Watercolor pencils (Faber-Castell x Derwent x Caran D’Ache x Koh-i-noor)

This article is an assessment of the main characteristics of four watercolor pencil brands for professional use. At first, my

997

Graphitint — os grafites coloridos da Derwent

Olá, pessoal! Eu sou a Pauline, e a minha primeira resenha aqui no Hartn é sobre meus novos lápis de cor favoritos! Os lápis

996

Guache Talens Ouro Claro e Ouro Escuro — em busca do dourado perfeito

Depois que aprendi variadas técnicas de pintura tradicional (todas em papel, ainda não passei por telas / óleos / etc), acredito ter encontrado me

995

Emmy Dala Senta

Ilustradora ✨ que deveria estar vivendo na Terra Média 🦉

Subscribe
Notificar-me de
guest
0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments
-
Back To Top
×Close search
Search
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x